Matérias do autor


9 de maio de 2018

Adeus Rugas!


A toxina botulínica, conhecida popularmente como “botox”, é uma proteína produzida pela bactéria Clostridium botulinum. A injeção dessa substância bloqueia os sinais nervosos musculares, enfraquecendo o músculo de modo que não se contraia, diminuindo as rugas faciais indesejadas. Desta forma, ela atua bloqueando a musculatura subjacente das linhas indesejadas.

Basicamente qualquer movimento facial pode eventualmente levar aos sinais mais comuns de envelhecimento: rugas. As rugas fazem você parecer cansado ou até irritado quando não está.

Há 43 músculos na face e é vital que a pessoa que aplica as injeções de toxina botulínica entenda e identifique os pontos corretos para otimizar seu tratamento.

A aplicação da injeção de toxina botulínica geralmente leva menos de 15 minutos. O número de injeções que você precisará irá depender de vários fatores, incluindo as suas características faciais e a extensão de suas rugas.

O tratamento envolve injeção em quantidades muito pequenas nos músculos subjacentes para imobilizá-los. A terapia atual é bem tolerada, rápida e a recuperação é mínima. Seu efeito inicia de 7 a 14 dias depois da aplicação e a durabilidade varia em cada pessoa, mas perdura por cerca de três a seis meses até que desaparece gradativamente, enquanto a ação muscular retorna.

Com aplicações em intervalos regulares, pode ocorrer de o músculo enfraquecer e, dessa forma, as aplicações passarem a durar mais tempo.

Os efeitos colaterais são mínimos e relacionam-se com a injeção local. Dor ou edema podem surgir em torno do local da injeção. Reações alérgicas também estão relacionada em casos mais raros, tendo tratamento para esta reação indesejada. Outras complicações indesejadas que podem ocorrem são fraqueza temporária dos músculos vizinhos, ou dor de cabeça, ou sobrancelha e/ou pálpebra caída, também temporariamente.

É preciso ter o cuidado de não massagear a área após a aplicação para não ocorrer o deslocamento do produto.

A toxina botulínica pode ser combinada com demais procedimentos cosméticos da pele tais como peelings químicos, preenchimentos dérmicos, microagulhamento e fios de sustentação para melhorar ainda mais os resultados. Esta combinação de terapias pode ainda ajudar a prevenir a formação de novas linhas e rugas.

Além de tratar rugas, a Anvisa libera o uso de toxina botulínica para distonia, estrabismo, blefaroespasmo (espasmo da pálpebra), espasmo hemificial (contrações involuntárias dos músculos da face), rigidez muscular, hiperidrose, bexiga hiperativa e até mesmo dor de cabeça crônica. Pode também ser usada por dentistas para o tratamento de sorriso gengival e bruxismo.

 



Veja também